sábado, 16 de abril de 2011

Curso de gestantes

Eu fui em um curso de gestantes quando estava no quarto ou quinto mês de gestação. Sinceramente, eu só continuei porque fui obrigada pelo meu pai a ir. Foi a PIOR coisa da minha vida. No curso só tinha CASAIS. Pior: casais que cismavam em falar a lingua tatibitati. Acho que faltou a psicóloga palestrante explicar às mães que elas só ficaram grávidas e não retardadas.
Gente... nem precisava dizer que eu era a única grávida solteira e, obviamente pela minha cara e falta de aliança ninguém me perguntava do pai. E eu também procurava não me enturmar muito na hora dos "intervalos". Ainda bem que durou somente cinco dias (os dias úteis de uma semana).
A minha sugestão é que os grandes centros fizessem cursos separados para casais e mães solteiras, pois há dicas legais: como dar banho, como limpar o umbigo do bebê, tipos de anestesia, como estimular o bebê, palestra com pediatra, amamentação, nutrição....
Valeu a pena pelas informações mas o preço é bem alto para as solteiras que já estão em um momento delicado. É torturante ver alguns casais como tive que presenciar. E com os hormônios à flor da pele...
Lembro do casal 20 à minha frente. A moça nem barriga tinha ainda. Aliás, tinha barriga tanquinho, isso sim. E o maridíssimo junto. Além de ficarem o tempo todo de mãos dadas ficavam comentando tudo que era dito em sala.
"Ai amor, viu, ela disse que não posso fazer esforço. Então você lava a louça rsrs"
"Ai, docinho, ela mandou comer brócolis. Agora vou ver se você está se alimentando direito, tá?"
Ergh..... Cada aula meu enjoo piorava. Ui......

6 comentários:

  1. Flavia, eu tinha marido a tira-clo, mas tive outros problemas.

    - todo mundo queria fazer parto normal, e eu que morria de medo, queria mesmo era cesarea, com anestesia geral e se possivel gostaria de acordar so 5 dias depois. ( todas as mulheres do meu grupo fizeram cesarea - adivinha o que a bonitona aqui fez??? parto normal, claaaro...)

    - os medicos delas eram todos reacionarios. nao permitiam pai na sala, nao concordavam com anestesia, nao deixavam isso, nao faziam aquilo. Uns despostas mal amados. ( e eu com o medico mais fofo do mundo e a linguia mais solta do planeta)

    - As mulheres tristes por causa do peso ( e eu engordei 6 kilos AO TODO)

    - As maes queriam segurar o bebe assim que ele nascesse : e eu - mas e se eu tiver passado horas e horas de dor e ficar com raiva dele? melhor pergunmtar antes de me dar. Imagina se eu jogo no chao...

    Resumo da opera: todo mundo me odiava. e eu nem notava. Ate que a minha "prefessora"coisa mais linda do mundo, se ofereceu pra me dar aula particular. e a patza aqui nem notou o porque!

    ResponderExcluir
  2. hahahaha,
    muito bom!!!!
    pior que este lance de cesarea X parto normal acontece mesmo, né? dizem que quem quer parto normal não rola e quem QUER cesarea tem todas as condições boas para um bom parto normal!!
    o importante é que deu tudo certo!! e tem historia para contar :)

    ResponderExcluir
  3. Flavinha...........só você mesmo p/ aguentar isso.....parabéns, eu não aguentaria.....
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Parabéns viu Flavinha!Eu com certeza não aguentaria um dia sequer dessa aula,ainda mais birrenta do jeito que eu sou,mas pelo menos passou super rápido,uma semana só e você ainda aprendeu dicas importantes.
    E assim como você,não consigo entender porque alguns casais ficam tão retardados durante a gravidez.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. parabens, Flavia.
    eu nao fiz o curso exatamente por isso..
    eu nao aguentaria..
    ergn....
    bjos natalia

    ResponderExcluir